Uma carta


Mal sabia Augusto, que suas palavras fariam tanto sentido pouco mais de trinta anos depois. 
Porém, já sabia Augusto, que o pensamento se dá principalmente através dos livros. 
Infelizmente, a fonte mais consumida na atual conjuntura não está em livros ou em fatos, mas num pastiche de muito mau gosto e indigesto. 




"É ANTES UM PROBLEMA DE MOOD E DE NERVOS, E DE URGÊNCIA DE COMBATE, JÁ Q - COMO VOCÊ SABE - CONTINUAMOS A SER PROVOCADOS E ATACADOS POR GENTE MUITO PODEROSA, E A NOSSA DEFESA ESTÁ, EM ÚLTIMA INSTÂNCIA, NOS NOSSOS LIVROS, QUE PRECISAM SER DIFUNDIDOS, PARA A SOBREVIVÊNCIA DAS IDEIAS. MAS A LUTA PROSSEGUE POR MUITOS CAMINHOS..."



Trecho da carta escrita por Augusto de Campos para Cleber Teixeira em 23 de fevereiro de 1987 parte da exposição Editora Noa Noa e Cleber Teixeira: Poeta, cavaleiro sem cavalo e tipógrafo.

Postagens mais visitadas